Asset 3tt branco

Expedição Gronelândia

Os Inuits e os grandes icebergs
1ª data - 04 a 13 de Junho (esgotado)

Esta é uma expedição de sete dias em veleiro pela costa oeste da Gronelândia, uma aventura inesquecível que começa em Ilulissat, onde o veleiro está à tua espera.

Prepara-te para uma viagem repleta de maravilhas naturais, começando com a impressionante Trilho Azul ao longo do fiorde de Ilulissat, onde terás a oportunidade de testemunhar a maior acumulação de icebergs na Gronelândia, desprendendo-se do majestoso Glaciar de Jakobshavn.

A aventura continua em Aasiaat, uma pitoresca cidade onde exploraremos a vida marinha, e tentaremos a sorte de avistar as primeiras baleias e ainda experimentamos a pesca local. Vais poder contactar com a rica cultura inuit, com paragens em locais históricos e a possibilidade de provar pratos tradicionais.

Ao avançarmos, descobriremos a beleza natural de Kekertarsuak na Ilha de Disko e a fascinante aldeia de Sarkak, onde a cultura do trenó de cães permanece uma tradição viva. Prepara-te para uma caminhada até as cascatas do Vale do Vento, cercadas por falésias de basalto e praias negras, num cenário onde a natureza se apresenta em todo o seu esplendor.

Em Uummannaq, ficaremos no sopé de uma montanha em forma de coração, a desfrutar de vistas panorâmicas e experiências indescritiveis. Visitaremos também Qullissat, uma aldeia de mineração de carvão abandonada.

Esta expedição oferece-te a oportunidade de uma vida de te conectares com a natureza, a cultura e a história da Gronelândia, num ambiente de conforto. Os itinerários podem variar de acordo com as condições climatéricas e outras circunstâncias imprevisíveis, garantindo sempre a melhor experiência possível. Junta-te a nós para uma aventura que promete ser a viagem de uma vida!

Aproximação CULTURAL
Visitamos as seguintes localidades: Ilulissat, Aasiaat, Kekertarsuak, Sarkak, Uummannaq, Qullissat, Oqaatsut, que nos permitirão uma aproximação à realidade local com presença Inuit.
Exigência FÍSICA
Esta viagem é uma expedição em veleiro da costa oeste da Gronelândia, em torno da Baía de Disko. Existem saídas regulares do barco com exploração de povoações e locais na costa da Gronelândia. Teremos caminhadas curtas apenas.
CONFORTO
A viagem tendo em conta que é feita maioritariamente em veleiro, os participantes têm de ter capacidade de viver a bordo e dormir em quartos com camas individuais, mas onde não se poderá garantir sempre a separação de quartos por género. Será também uma viagem onde o mar, o frio e o vento por vezes podem ser exigentes.
INTERESSADO NESTA VIAGEM?

Pedido de Reserva

PRETENDE SER INFORMADO ACERCA DE NOVAS DATAS?

Manifestação de Interesse

Descrição

ROTA DA VIAGEM

O Bernardo está à tua espera no aeroporto. Do aeroporto até ao centro serão à volta de 10 minutos. Daqui, vais até o hotel, para poderes descansar um pouco e conheceres os teus companheiros de viagem.

Alimentação: –
Dormida: Hotel

A manhã é para relaxar e dar uma pequena volta por Ilulissat, e antes da hora de almoço seguimos para o veleiro que será a nossa casa nos próximos sete dias.
A bordo teremos briefings de segurança e de como proceder a bordo.

Faremos a caminhada do Trilho Azul ao longo do fiorde. Aqui podes ver a maior acumulação de icebergues da Gronelândia. Estes separam-se do glaciar Jakobshavn. Seja qual for o percurso que escolhermos – um longo de 7 km ou um curto de 3 km – vamos ficar com ainda mais vontade de explorar a região.

Não te esqueças de trazer o teu termo. Subimos uma pequena e bonita colina e ouvimos o som do gelo a estalar enquanto bebemos umas bebidas quentes. Vais recordar este momento com certeza! Estaremos lá durante um dia polar na Gronelândia, por isso os icebergues são iluminados pelos raios dourados do sol da meia-noite. É espetacular!

Alimentação: Pequeno-Almoço, Almoço, Jantar
Dormida: Veleiro

A nossa primeira paragem é a cidade de Aasiaat. Para lá chegarmos, teremos de passar pelo Icefjord, o mesmo que poderemos ter visto do avião.

É hora de ver como os icebergs parecem do mar e de tentar a nossa sorte para encontrar a nossa primeira baleia.

Ao passearmos pela cidade, prestemos atenção a um arco ao lado da igreja – é feito de ossos de mandíbulas de baleia; e ao lado do hotel há um esqueleto de baleia em tamanho real.A bordo podes experimentar pescar. O nosso chefe pode facilmente cozinhar bacalhau ou peixe-gato acabados de apanhar. O alabote, o robalo ou a truta selvagem não são tão fáceis de apanhar, mas podemos comprar alguns num mercado aqui no porto.

Alimentação: Pequeno-Almoço, Almoço, Jantar
Dormida: Veleiro

Se olharmos para o mapa da Gronelândia, veremos que 80% da sua superfície está coberta com um escudo de gelo. Então, por que lhe chamam Gronelândia? Existem várias explicações por que o viking Erik, o Vermelho, o primeiro europeu a pisar esta terra, a chamou de terra verde. Uma versão diz que foi um truque de marketing para atrair mais colonos para esta região severa. Tal nome também pode ter-lhe ocorrido depois de Erik, o Vermelho, ter visitado a Ilha de Disko, o canto mais verde da Gronelândia.

Veremos isso com os nossos próprios olhos quando fizermos uma caminhada por uma rota pitoresca até as cascatas do Vale do Vento, falésias de basalto e praia negra. A caminhada vai ao longo do golfo, e teremos uma boa vista de icebergs gigantescos. Não nos esqueçamos de levar um saco connosco, há muitos cogumelos a crescer pelo caminho, de facto, há tantos que nem precisamos de os procurar na relva.

Quando voltarmos da caminhada, exploramos um local secreto com duas cascatas, faremos um churrasco numa praia com areia vulcânica. Depois disso, voltaremos ao porto para passar a noite. Godhavn é definitivamente um dos nossos locais favoritos na expedição à Baía de Disko.

Alimentação: Pequeno-Almoço, Almoço, Jantar
Dormida: Veleiro

Sarkak é uma pequena e encantadora cidade localizada a cinquenta milhas de distância de Kekertarsuak. Pararemos aqui por uma noite antes de começarmos a nossa viagem para Uummanaq, a parte mais longa desta expedição. Em Sarkak recomendamos que visitemos a igreja local, está sempre aberta.

As igrejas da Gronelândia, bem como esculturas, pinturas e desenhos que os Inuits usam para decorar as paredes dos seus edifícios representam a sua cultura e tradições únicas. Tal como há cinco mil anos, o trenó de cães é uma parte essencial da vida dos povos da Gronelândia. Usam cães não só para se deslocarem no inverno, mas também para caçar.

Aqueles que vivem em cidades pequenas como Sarkak geralmente estão envolvidos na criação ou ensino de trenó de cães. 

Alimentação: Pequeno-Almoço, Almoço, Jantar
Dormida: Veleiro

A cidade de Uummannaq está localizada aos pés de uma montanha que se assemelha a uma forma de coração. Vamos passar quase um dia inteiro para chegar a Uummannaq, mas realmente vale a pena! E veremos imensos lugares maravilhosos na nossa rota até lá. Enquanto estivermos na cidade, podemos dar uma volta.

A vista panorâmica do fiorde a partir da costa é impressionante.

Alimentação: Pequeno-Almoço, Almoço, Jantar
Dormida: Veleiro

Esta é uma aldeia abandonada onde costumavam extrair carvão até 1972. Devido à intensidade do trabalho e aos processos dispendiosos, a mineração foi cessada e os trabalhadores tiveram de deixar as suas casas.

Embora não haja comunicações de dados e eletricidade, e o lugar se assemelhe a Silent Hill, os antigos residentes e netos dos mineiros cuidam das suas casas e vêm aqui como se fossem para as suas casas de campo.

Alimentação: Pequeno-Almoço, Almoço, Jantar
Dormida: Veleiro

Oqaatsut, ou, anteriormente Rodebay, recebeu o seu nome após os caçadores de baleias holandeses, que se estabeleceram aqui no século XVIII. O nome significa ”a baía sangrenta”.

Se percorrermos as costas de Oqaatsut de lancha, perceberemos porquê: podemos facilmente ver restos de baleias no leito marinho.

Os turistas são atraídos para a taberna de caçadores de baleias mais antiga H8, onde podemos experimentar a culinária local: um cocktail de camarão, bacalhau seco, halibute fumado e uma sopa do mar. Ilulissat fica a duas horas daqui, e a nossa rota será acompanhada por icebergs.

Alimentação: Pequeno-Almoço, Almoço, Jantar
Dormida: Veleiro

Dia parcialmente passado rumo a Illulisat. Onde desembarcaremos durante o dia e aproveitaremos os últimos momentos de forma relaxada no reino dos Inuits.

Para todo o programa temos de ter em consideração que a data de partida, a rota descrita e a duração das paragens podem variar a critério do capitão devido ao tempo ou a quaisquer outras circunstâncias imprevistas.

Alimentação: Pequeno-almoço
Dormida: Hotel

Chegou o dia em que nos despedimos de uma paisagem que nos vai ficar gravada na memória. A seguir ao pequeno-almoço iremos para o aeroporto para regressarmos a casa.

Preço3770 €/pessoa
Total 9 noitesHotel 2 noites, Veleiro 7 noites
AtividadesVela, Trekking
TransportesVeleiro
ReservasGrupo 8 pessoas (só fica confirmado quando completo)
INCLUI
EXCLUI
LÍDER DE VIAGEM

Bernardo Conde

INTERESSADO NESTA VIAGEM?

Pedido de Reserva

PRETENDE SER INFORMADO ACERCA DE NOVAS DATAS?

Manifestação de Interesse

  • https://trilhosdaterra.com/wp-content/uploads/2024/02/Artboard-1-1.png
  • https://trilhosdaterra.com/wp-content/uploads/2024/02/Gronelandiagronelandia.png
  • https://trilhosdaterra.com/wp-content/uploads/2024/02/Gronelandia_1gronelandia.png
  • https://trilhosdaterra.com/wp-content/uploads/2024/02/Gronelandia_2gronelandia.png
  • https://trilhosdaterra.com/wp-content/uploads/2024/02/Gronelandia_4gronelandia.png
  • https://trilhosdaterra.com/wp-content/uploads/2024/02/Gronelandia_6gronelandia.png

Formulário de Inscrição

Remover
Dados Pessoais
Os Meus Documentos
Telefones Alternativos e de Emergência
Dados para faturação

Manifestação de Interesse

Subscrição de Newsletter